Justiça

Encontro acadêmico é financiado pelo governo e pela Caixa Econômica Federal

Redação |
Mendes, como integrante do TSE, é um dos responsáveis por julgamento de eleitoral de Temer Fábio Pozzebom/ Agência Brasil

O Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP), que tem como um dos sócios o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes, promoverá um evento acadêmico com a presença do presidente golpista, Michel Temer (PMDB), na mesa de abertura. A atividade tem patrocínio do governo e da Caixa Econômica Federal, como consta na página digital do evento.

Mendes, que também integra o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), é um dos julgadores do processo de cassação da chapa pela qual Temer foi eleito em 2014. O evento, batizado como 7º Seminário Internacional de Direito Administrativo e Administração Pública – Segurança Pública a partir do Sistema Prisional, ocorrerá entre os dias 20 e 21 de junho, dez dias depois da retomada do julgamento.

Além de Temer, outros integrantes do governo serão palestrantes: os ministros Raul Jungmann (Defesa) e Torquato Jardim (Justiça). O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg (PSB), e a presidenta do STF, Carmem Lúcia, também participam do seminário.

Após questionamentos do jornal Folha de S. Paulo, a Caixa Econômica Federal afirmou que o valor do patrocínio foi de R$ 90 mil e que “as negociações foram conduzidas por equipes técnicas”, afirmando não ter havido pedido de qualquer autoridade em favor do evento.  

Já Gilmar Mendes disse não acompanhar “questões administrativas do IDP”, mas que o patrocínio não fere a imparcialidade do seminário. O Instituto, por sua vez, afirmou que desde 2009 diversos organismos públicos financiam seus eventos, e que não há “limitação legal ou ética” para a prática.