FHC e TemerO que explica a Globo bater tanto em Temer? Tornar FHC presidente em sete meses, por eleição indireta 

por Marina Lacerda, especial para o Viomundo

Há alguns dias temos visto, estupefatos, a grande mídia, craque em seletividade, bater no governo Temer.

Primeiro em Romero Jucá, agora em Fernando Silveira, que acaba de entregar a sua carta de demissão ao presidente interino.

Qual o sentido em o PIG ajudar a desconstruir sua criatura?

A resposta pode estar em nossa maltratada Constituição.

Artigo 81, § 1º. Vagando os cargos de Presidente e de Vice-Presidente da República, nos dois últimos anos de mandato, o Congresso Nacional elege novo presidente.

Assim, a mídia monopolista e seus aliados precisam tolerar Temer por apenas mais sete meses.

A partir de janeiro de 2017, em ele deixando o cargo por qualquer razão, o Congresso pode colocar como Presidente da República, por exemplo, Fernando Henrique Cardoso ou outro representante do projeto que tem reiteradamente perdido perante o sufrágio universal.

O passo subsequente pode ser acabar de vez com as eleições diretas para a chefia do governo, como querem José Serra e Renan Calheiros, instalando o Parlamentarismo.

Afinal, as urnas têm rejeitado a agenda dos setores contrários à intervenção do Estado na redução da desigualdade e a um maior protagonismo do Brasil em uma polícia externa independente.

A pretensão pode ser dar fim à “festa da democracia”.

Se não tivermos eleições diretas agora em 2016, talvez não as tenhamos mais.

Marina Lacerda, advogada, mestre em Direito Constitucional pela PUC/Rio.

Leia também:

Em Sorocaba, até parabéns ao prefeito tucano no Facebook é pago com dinheiro público

O post Marina Lacerda: Globo já começa a desconstruir Temer; é para tornar FHC presidente por eleição indireta apareceu primeiro em Viomundo – O que você não vê na mídia.

Publicação de: Viomundo