LUCIANA CAPA

 

Na verdade, o título do post poderia ser “Luciana Genro só aparece na Folha de São Paulo quando ataca o PT”, porque, à exceção desse jornal, o resto da grande mídia não dá bola a essa senhora nem quando ela oferece antipetismo em doses cavalares.

Mas, a julgar pela matéria que saiu na Folha no último domingo, Luciana fez um bom negócio oferecendo seu antipetismo furibundo ao jornal. Em troca, ganhou sua primeira entrevista por lá fora de anos eleitorais, épocas em que consegue aquele espaço concedido protocolarmente aos candidatos.

 

luciana 1

 

As dificuldades eleitorais de Luciana têm mais a ver com o partido que escolheu, pois antipetismo profissional funciona melhor em partidos de direita e é isso, e apenas isso, que a Filha de Tarso Genro tem a oferecer: antipetismo.

Segundo Luciana disse à Folha, “O PT não tem interesse em derrubar Temer agora. Eles querem deixar o governo sangrar e fazer os ajustes para quem assumir depois”, diz. Acusa o objeto de seu ódio de querer fazer com Temer “ajustes” que o PT jamais fez em 13 anos de governo.

Mas não ocorreu ao entrevistador fazer essa pergunta a ela…

Em seguida, endossou tese que seu partido renegou ao criticar a sentença do juiz Sergio Moro contra Lula. Disse que o ex-presidente “mergulhou em um mar de corrupção”.

Até aí, sua credibilidade para acusar Lula ou o PT é igual à de um Aécio Neves e não é só por ter apenas um assunto em suas falas públicas sobre política: PT, Lula e Dilma. É que Luciana recebeu recursos da Odebrecht por SEIS ANOS e até hoje não explicou por que Lula receber dinheiro da empreiteira é “mar de lama” e ela receber é mar de rosas…

Aliás, não é bem uma novidade Luciana aceitar financiamento de grandes empresas. Em 2008, durante as eleições municipais, recebeu doações do grupo Gerdau e da Taurus, empresa que produz e fornece armamento para a PM (!!).

E tampouco é justo dizer que ela não conseguiu espaço em destaque na Folha antes. Em 2014, conseguiu emplacar um texto na seção Tendências / Debates… Para falar mal do PT.

luciana 5

A Folha de São Paulo curte muito repercutir Luciana… Quer dizer, não é bem “muito”, mas repercute. À diferença do resto da mídia golpista, que não quer a psolista nem para verter antipetismo.

Luciana serviu bem aos golpistas ao dizer (sempre na Folha), em 2016, às vésperas do golpe, que não haveria golpe e que o governo Dilma utilizava uma “tese do medo” para “se fortalecer”.

luciana 7

Mas não é justo dizer que só a Folha repercutiu Luciana. Ela também conseguiu espaço no Antagonista e no MBL.

luciana 2

luciana 4

 

Como o PSOL a escolheu candidata a presidente da República em 2014 e condescende com seu antipetismo, o partido está arriscado a continuar sendo visto com desconfiança pelo eleitorado, do que é exemplo, em 14 anos de existência, não ter conseguido eleger uma bancada parlamentar que lhe permitisse continuar existindo se for aprovada a cláusula de barreira contra partidos nanicos.

Para fazer justiça aos esforços midiáticos de Luciana, porém, o Blog revela que, em 2008, ela conseguiu espaço no falecido programa do Jô Soares. Vale a pena assistir à participação da profissional do antipetismo no vídeo abaixo.

*

Esta página vem sofrendo ataques eletrônicos para tirá-la do ar e apagar seu conteúdo. Porém, como sempre, vou lutar pela liberdade de expressão reforçando o site Blog da Cidadania.

Para fazer um site mais moderno e robusto para enfrentar essa ditadura asquerosa que se abateu sobre o Brasil, exorto os amigos e amigas de tantos anos – alguns, mais de 12 anos – a colaborarem com o crowfunding que estou lançando para criar o novo Blog da Cidadania e contratar serviços de proteção e estratégia de marketing.

PARA COLABORAR COM A CAMPANHA E DOAR POR CARTÃO DE CRÉDITO OU BOLETO BANCÁRIO, CLIQUE AQUI. SE QUISER DOAR DIRETO EM CONTA CORRENTE, MANDE EMAIL PARA edu.guim@uol.com.br

Publicação de: Blog da Cidadania