Vem crescendo um movimento preocupado com normativa do TSE que parece destinada a barrar nas urnas eleitores mais humildes e menos informados. Pouco mais de 5 milhões de eleitores ainda não se recadastraram na Justiça Eleitoral e correm risco de não votar nas próximas eleições. Esses eleitores são potencialmente de esquerda.

A revista Piauí divulgou recentemente que 41% dos 12 milhões de pessoas de 230 municípios brasileiros que o Tribunal Superior Eleitoral, o TSE, obrigou que fizessem a identificação biométrica, até agora não cumpriram o ritual burocrático.

Grande parte dessas pessoas mais humildes vai chegar para votar em outubro e descobrirá que não vai poder. Isso porque o governo e o próprio TSE não estão fazendo muita questão de divulgar a obrigatoriedade do recadastramento para adoção da biometria.

Na soma dos cinco estados nordestinos onde o recadastramento está sendo realizado atualmente (Bahia, Pernambuco, Ceará, Piauí e Maranhão), 2,3 milhões de pessoas estão, por enquanto, impedidas de votar por não terem passado pela biometria (o cadastramento das dez digitais das mãos, foto digital e assinatura com caneta eletrônica).

No Sudeste, menos eleitores deixaram de se recadastrar: 1,7 milhão.

Se essa diferença não mudar até o final do prazo de recadastramento, o peso do eleitorado do Sudeste em relação ao do Nordeste, em vez de 60% maior, como é hoje, será 66% maior.

Na última eleição que disputou, em 2006, Lula teve 77% dos votos no Nordeste e 56,9% no Sudeste. Mais de dez anos depois, as preferências eleitorais permanecem: em pesquisa feita pelo Datafolha divulgada em dezembro, 56% dos eleitores nordestinos afirmaram que votariam no ex-presidente caso ele seja candidato – a média nacional é de 37% a favor dele.

A Bahia é o estado em que mais pessoas correm o risco de perder as eleições deste ano – os dados do TSE mostram que 1,6 milhão de eleitores (15% do total) estariam inaptos a votar. A situação é mais emergencial em Salvador, onde 43% dos eleitores da cidade (859 mil) não poderiam votar.

O eleitorado nordestino tem fechado com o PT desde o início do século XXI.

Estranhamente, o TSE nem faz campanhas de divulgação nem muda a normativa de exigir o cadastramento biométrico para o voto em 2018. Está ficando insuportavelmente fedorento esse processo. Soa como destinado a manipular as eleições barrando eleitores mais humildes.

Os partidos de esquerda, sobretudo o PT, têm feito pouco barulho. Podem acordar para o problema quando for tarde demais.

 

O post DENUNCIA: TSE dificultará voto de eleitores de esquerda em 2018 apareceu primeiro em Blog da Cidadania.

Publicação de: Blog da Cidadania