Segundo a pesquisa, o número dos que apoiam o aborto cresceu de 23%, no ano passado, para 36% em 2017

 O número de brasileiros que apoiam a descriminalização do aborto aumentou de 23%, em 2016, para 36%, em 2017. É o que mostra uma pesquisa realizada pelo instituto Datafolha.
O levantamento foi feito entre os dias 29 e 30 de novembro, sendo 2.765 o número de pessoas questionadas, em 192 municípios do país.
Apesar da porcentagem, 57% continuam pensando que a mulher deve ser punida e ir para a cadeira por fazer o aborto, mesmo que essa seja uma prática comum entre as mulheres, como indica a Pesquisa Nacional do Aborto de 2016.
Até o momento, a legislação brasileira permite o aborto em alguns casos, como quando há risco de morte para a mãe, ou quando ela for vítima de estupro (nesse caso, pode recorrer aos serviços disponíveis nas devidas unidades hospitalares).
Em caso de estupro, ainda segundo a pesquisa, 61% dos brasileiros acreditam que a mulher tem o direito de abortar. Já em caso de risco de morte, esse percentual é de 53% favoráveis.
Chega a ser espantoso que só 61% aceitem aborto em caso de estupro, o que significa que os que não aceitam acham que a mulher deve criar o filho inserido em seu útero por um ataque criminoso. Mas pior ainda é saber que 53% querem que a mulher morra se a gravidez oferecer risco à  sua vida.
PEC 181/2015
Em 2017, a questão do aborto voltou à tona com a aprovação, em 08 de novembro, do novo texto da PEC 181/2015, de autoria de Jorge Tadeu Mudalen (DEM-SP), movimentando as atividades parlamentares.
O que, inicialmente, seria um projeto de extensão da licença maternidade para as mulheres em caso de parto prematuro, tornou-se uma PEC que pode proibir o aborto até mesmo nos casos permitidos em lei (estupro, por exemplo).
Vários protestos tomaram conta das principais capitais brasileiras e, agora, a discussão foi adiada para 2018.

O post Datafolha: cresce apoio dos brasileiros à descriminalização do aborto apareceu primeiro em Blog da Cidadania.

Publicação de: Blog da Cidadania