A executiva nacional do Partido dos Trabalhadores publicou uma nota neste domingo (10) em apoio à decisão de Evo Morales de convocar novas eleições na Bolívia.

LEIA TAMBÉM
Evo Morales convoca eleições para evitar um golpe de Estado na Bolívia

Morales anunciou nesta manhã que decidiu convocar novas eleições nacionais para “pacificar” o país. Ele também vai renovar os membros do Tribunal Superior Eleitoral.

Segundo o texto, O PT acompanha com preocupação a tentativa de golpe de Estado no país. Confira a íntegra:

Nota do PT em solidariedade e defesa da democracia na Bolívia
“Apoiamos a decisão do Presidente Evo de convocar novas eleições no intuito de pacificar o país e dirimir qualquer dúvida quanto à vontade popular”

O Partido dos Trabalhadores (PT) acompanha com preocupação as manifestações e a tentativa das forças de direita de afastar, por meios violentos, o Presidente, Evo Morales Ayma, de sua posição de chefe de governo legitimamente eleito e cujo mandato constitucional segue em vigência.

O resultado do primeiro turno da recente eleição presidencial foi questionado pelo segundo colocado nesta disputa, o candidato Carlos Mesa, o que levou as autoridades eleitorais bolivianas a promoverem uma auditoria nos votos com supervisão da OEA.

No entanto, os questionadores do resultado eleitoral substituíram esta possibilidade pela reivindicação da renúncia do Presidente Evo. Aliás, atualmente este movimento sequer é dirigido pelo segundo colocado e sim por forças da extrema direita que, a exemplo de outras situações na América Latina, almejam promover um golpe de Estado na Bolívia.

O primeiro passo foi não reconhecer o resultado eleitoral, independentemente de haver auditoria ou não, e o segundo será a tentativa da direita de assaltar o poder para retornar o neoliberalismo a este país que, no entanto, tem exibido um dos melhores desempenhos econômicos na América Latina, com importantes políticas de inclusão e justiça social.

Repudiamos com veemência a atitude antidemocrática e violenta da direita, a ingerência externa e a omissão de parcelas das forças policiais em proteger as autoridades e o patrimônio público e cumprir seu papel para assegurar sua integridade física, bem como a das organizações sociais e da população que reivindica o respeito à normalidade democrática.

Apoiamos a decisão do Presidente Evo de convocar novas eleições no intuito de pacificar o país e dirimir qualquer dúvida quanto à vontade popular na escolha de suas autoridades. Desejamos que o diálogo, a paz e o respeito à Constituição do Estado Plurinacional da Bolívia prevaleçam.

Não aos golpes de Estado!
Pela soberania do povo boliviano!

Comissão Executiva Nacional do PT

Publicação de: Blog do Esmael