O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva receberá na quinta-feira (10) de Richard Trumka, presidente da Federação Americana do Trabalho e Congresso de Organizações Industriais (AFL-CIO), o Prêmio George Meany-Lane Kirkland de Direitos Humanos 2019, concedido anualmente pela central sindical norte-americana. O secretário-geral da União Geral dos Trabalhadores (UGT) da Espanha, Pepe Alvarez, também visita Lula na quinta em Curitiba.

O comunicado da AFL-CIO sobre a concessão do prêmio a Lula relata a trajetória de Lula, sua atuação sindical e os êxitos de seu governo para concluir: “as elites privilegiadas minaram as frágeis instituições democráticas do pais, especialmente o Judiciário, e tomaram medidas extraordinárias e ilegais para impedir Lula de disputar a presidência em 2018, quando todas as pesquisas previam sua vitória. Desde 7 de abril de 2018 Lula é um prisioneiro político, condenados por “atos oficiais indeterminados”. diz o texto da central sindical.

LEIA TAMBÉM:

Lula pode ganhar na sexta-feira o Prêmio Nobel da Paz

Lula pode ganhar o Prêmio Jabuti 2019

Prefeitura de Paris concede a Lula o título de cidadão honorário

Na semana passada, a ex-presidente Dilma foi uma convidadas internacionais da UGT para a festa de seus 130 anos. A central sindical participa da Campanha Internacional pela Liberdade de Lula.

A visita do secretário-geral Pepe Alvarez faz parte deste esforço.

Publicação de: Blog do Esmael