Uma das alternativas para abrigar o presidente Jair Bolsonaro após sua saída do PSL é a criação do Conservadores, partido político que está sendo articulado pelo seu filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro.

Reportagem publicada nesta quarta-feira (9) pelo jornal O Globo revela que aliados do filho do presidente estão, inclusive, finalizando o estatuto dessa nova legenda.

LEIA TAMBÉM:
Alexandre Frota: “Eu avisei que ia pegar fogo no puteiro”

Existe corrupção em atos de juízes, procuradores e da mídia, diz Glenn Greenwald

Gleisi e Pimenta anunciam processo contra quem atacar o PT com fake news

De acordo com a minuta com as premissas a serem adotadas, o Conservadores terá como princípios a “moralidade cristã, a vida a partir da concepção, a liberdade e a propriedade privada”.

O texto defende ainda o direito à legítima defesa individual, combate à sexualização precoce de crianças e à apologia da ideologia de gênero e defesa do legado da “moralidade cristã e da civilização ocidental”. Filiados estarão proibidos de fazer alianças com partidos da “esquerda bolivariana”.

Além da criação Conservadores, outra possibilidade é Bolsonaro migrar para outra legenda, como o Patriotas e a UDN, esta última em processo de formação.

Publicação de: Blog do Esmael