Compartilhe agora!

<![CDATA[

]]>

A direção dos Correios reconheceu a força da greve dos trabalhadores da estatal e ingressou nesta quarta-feira (11) com pedido de Dissídio Coletivo de greve na seção especializada em dissídios do Tribunal Superior do Trabalho (TST).

“A grande mobilização dos trabalhadores e trabalhadoras em todo país forçou a empresa a retroceder em sua intransigência e ingressar com o pedido de Dissídio Coletivo de greve na Seção especializada em dissídios coletivos do TST – 1000662-58.2019.5.00.0000”, informou a Federação Interestadual de Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadores dos Correios (FindECT).

O ministro Maurício Godinho Delgado foi o sorteado para ser o relator do dissídio coletivo, ainda sem data definida para o julgamento.

LEIA TAMBÉM:

Dilma é convidada de honra para a Festa do L’Humanité em Paris

Intercept desvenda esquema de grampos na Lava Jato

Urgente: Trabalhadores dos Correios entram em greve contra a privatização

A federação interestadual orienta os sindicatos para a continuidade dos piquetes de greve da categoria e a realização de atos e passeatas nesta quinta-feira (12).

*Com informações da FindECT

Compartilhe agora!

Publicação de: Blog do Esmael