[embedded content]

Da Redação

O senador Humberto Costa (PT-PE) ironizou o comportamento do presidente Jair Bolsonaro, que perguntado sobre a expulsão do ex-ator pornô Alexandre Frota do PSL respondeu: Nem sei, quem é Alexandre Frota?

Durante a campanha, Bolsonaro chegou a dizer que poderia nomear Frota para o Ministério da Cultura.

O deputado federal vinha fazendo duras críticas ao governo Bolsonaro, aparentemente numa disputa por espaço político em São Paulo com Major Olímpio — líder do PSL no Senado — e Eduardo Bolsonaro, que dirige o partido no estado.

Um dos alvos do deputado, eleito com mais de 155 mil votos, foi justamente a indicação de Eduardo para embaixador do Brasil em Washington.

Numa carta aberta a Jair Bolsonaro, Frota escreveu que “a diplomacia nesse nível pressupõe notórios conhecimentos de política internacional, amplos relacionamentos e, sobretudo, profundas habilidades de negociação. Eduardo nada tem de diplomático, haja vista ter aventado até mesmo o fechamento do STF por um cabo e um soldado“.

A expulsão de Frota por unanimidade teria sido a resposta.

Eduardo terá papel-chave na definição de candidatos do partido de sustentação do governo nas eleições municipais de 2020, a começar pela sua sucessão interna se de fato for aprovado pelo Senado como embaixador em Washington.

A líder do PSL na Câmara, Joice Hasselmann, segundo sua arquiinimiga Carla Zambelli, também do PSL, só pensa em ser candidata à Prefeitura de São Paulo — uma das explicações para tamanha troca interna de cotoveladas.

Frota disse que recebeu convites de vários partidos e pode se abrigar no ninho tucano, agora que o governador João Doria diz que “nunca tivemos alinhamento com o governo Bolsonaro”.

Doria, para quem não sofre de amnésia, fez campanha pelo voto BolsoDoria em 2018 e quer se apresentar como “solução” para a “crise dos extremos” que os barões da mídia promovem todos os dias em seus jornais e telejornais, entre PT-PSL.

Publicação de: Viomundo