Al Jazeera

O governo brasileiro decidiu se abster em uma votação no Conselho de Direitos Humanos da ONU nesta quinta-feira (11) que pedia uma investigação sobre assassinatos e abusos cometidos sob a bandeira da guerra contra as drogas” do presidente filipino, Rodrigo Duterte.

A resolução acabou aprovada com 18 votos favoráveis e 14 contrários —além do Brasil, outros 14 países também se abstiveram na votação, incluindo o Japão.

Ativistas acusam Duterte de liderar uma campanha de assassinatos extrajudiciais que já deixou milhares de pessoas mortas. Em nota, o Ministério das Relações Exteriores do Brasil justificou a posição do país na votação.

“Enquanto reconhecemos os avanços conquistados pelas Filipinas em diversos pontos, nós não podemos deixar de expressar nossa preocupação com as denúncias de violações de direitos humanos, particularmente as ligadas à campanha anti-drogas”, diz o texto apresentado no Conselho. “Por isso, o Brasil vai se abster nessa resolução”.

O Reino Unido está entre os países que votaram a favor do inquérito, enquanto China e Índia se opuseram à resolução na ONU.

De FSP

O post ONU: Brasil não vota sobre crimes de ditador das Filipinas apareceu primeiro em Blog da Cidadania.

Publicação de: Blog da Cidadania