Hugo Barreto/Metropoles
Hugo Barreto/Metropoles

Em busca de argumentos, Eduardo Bolsonaro lista embaixadores de Lula e FHC para tentar justificar a indicação imoral de seu nome para embaixada americana.

Durante sessão da Câmara dos Deputados nesta sexta-feira (12/07/2019), Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), enquanto era discutida a reforma da Previdência – principal pauta do governo de seu pai, o presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL) –, tinha a atenção voltada para seu telefone celular. Citando ex-presidentes, ele levantou nomes de outros não diplomatas que assumiram o cargo de embaixador. O Metrópoles registrou o texto que o parlamentar digitava em seu celular, com nomes de políticos como o ex-presidente Itamar Franco, o ex-presidente do DEM, Jorge Bornhausen, José Aparecido Oliveira e Oswaldo Aranha. Eles atuaram como representantes brasileiros em outros países, apesar de não terem tido carreira diplomática no Itamaraty.

Ao lado dos nomes dos políticos, vinha a inscrição do presidente que os indicou: Itamar Franco, FHC e Lula. Com isso, Eduardo Bolsonaro enumerava argumentos para defender o seu pleito de assumir a embaixada brasileira em Washington. O registro foi um flagra exclusivo do repórter fotográfico do Metrópoles Hugo Barreto.

Nessa quinta-feira (11/07/2019), Jair Bolsonaro defendeu o nome de Eduardo para assumir a principal representação diplomática do país nos Estados Unidos. A indicação recebeu críticas sobretudo pelas ligações familiares e pela falta de experiência do deputado.

O post Eduardo Bolsonaro é flagrado pesquisando Lula apareceu primeiro em Blog da Cidadania.

Publicação de: Blog da Cidadania