Foto: Reprodução

A decisão de Tite de se manter afastado de Jair Bolsonaro na comemoração da Copa América levou o treinador a ser chamado de petista nas redes sociais –já que, em 2012, ele visitou Lula depois que o Corinthians, que comandava, venceu a Libertadores da América.

Tite, no entanto, já tinha admitido, em 2018, que a visita a Lula foi um erro. E que não pretendia mais misturar futebol com política.

O técnico tem recusado até mesmo convites para receber título de cidadão de municípios brasileiros.

Da FSP

O post Tite é chamado de petista por não falar com Bolsonaro na final da Copa América apareceu primeiro em Blog da Cidadania.

Publicação de: Blog da Cidadania