O governo Bolsonaro, em um ato intervencionista, reconheceu a a Assembleia Nacional da Venezuela, de maioria oposicionista, como o governo daquele país. O presidente Nicolás Maduro, que tomou posse nesta quinta-feira (10). agora tem oposição internacional.

Em nota divulgada pelo Ministério das Relações Exteriores, o governo brasileiro deixou claro seu apoio à oposição daquele país:

“O Brasil reafirma seu pleno apoio à Assembleia Nacional, órgão constitucional democraticamente eleito, ao qual neste momento incumbe a autoridade executiva na Venezuela, de acordo com o Tribunal Supremo de Justiça legítimo daquele país”, diz um trecho do comunicado.

“O Brasil confirma seu compromisso de continuar trabalhando para a restauração da democracia e do estado de direito na Venezuela, e seguirá coordenando-se com todos os atores comprometidos com a liberdade do povo venezuelano”, finalizou o Itamaraty.

Com informações do Estadão.

Publicação de: Blog do Esmael