O Fórum Nacional de Secretarias do Trabalho (Fonset) criticou a proposta da equipe de transição de governo do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), de extinguir o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Em nota divulgada nesta quinta-feira (08), o Fonset afirma que os titulares das pastas do Trabalho nos estados e no Distrito Federal receberam a informação “de certa forma incrédulos, por ser um anúncio inimaginável frente ao cenário atual de desemprego que assola o país”.

Segundo o Fonset, o Ministério do Trabalho, criado em 26 de novembro de 1930, cumpre um papel estratégico para o equilíbrio das desigualdades sociais no Brasil. “Após 88 anos, esse seria um erro histórico”, diz a nota do Fórum.

O Fonset salienta que em um país com quase 13 milhões de desempregados causa “comoção e extrema preocupação” aos secretários “a possibilidade da extinção ou mesmo da redução” do Ministério do Trabalho.

Veja a nota do Fonset na íntegra AQUI.

Publicação de: Blog do Esmael