Captura de Tela 2016-02-28 a?s 22.14.41

Dallagnol falou à Folha após palestra no sábado à noite, 27 de fevereiro, na Primeira Igreja Batista de Campo Grande, zona oeste do Rio; Lobão apareceu no Facebook pedindo que internautas viralizassem sua música; assessores de Lula estão preparados para ação

Da Redação

A ofensiva contra o ex-presidente Lula atingiu um novo patamar com a expectativa de que ele e seus familiares serão alvo de uma operação da Polícia Federal nas próximas horas, conforme adiantou o Blog da Cidadania.

Lula trocou farpas com o procurador-chefe da Operação Lava Jato, Delton Dallagnol. O procurador rebateu discurso feito por Lula durante o aniversário do PT no Rio. O ex-presidente respondeu.

Dallagnol deu suas declarações depois de palestra sobre as 10 Medidas contra a corrupção, pelas quais ele faz campanha pública.

Estranhamente, a página da comunidade do Facebook criada para apoiar as medidas reproduziu um vídeo do cantor Lobão.

Nele, o compositor pede que internautas viralizem a música que ele acabou de lançar, Agora é tarde, companheiro. Na letra, Lobão diz que o Japa da PF vai algemar Lula.

No videoclipe da música, postado no You Tube, Lobão denuncia a “infantaria” do ex-presidente e inclui imagens do ator Zé de Abreu e de Chico Buarque — em fusão com a do boneco de Lula vestido de presidiário. Faz lembrar, transportados para o mundo digital, os discursos que Joseph McCarty fazia em emissoras de rádio dos Estados Unidos estimulando a caça às bruxas, nos anos 50.

A assessoria do ex-presidente reiterou o alerta que Lula fez em seu discurso no Rio, sobre a ação da PF. Integrante dela escreveu: “Estamos esperando uma operação da PF, diria um show da PF, amanhã (segunda-feira) no Instituto Lula”.

Captura de Tela 2016-02-28 a?s 22.50.00

*****

NOTA À IMPRENSA

Lula não teme investigações: rejeita o arbítrio

da Assessoria de Imprensa do Instituto Lula

São Paulo, 28 de fevereiro de 2016

Em relação à reportagem publicada em 29/02/2016 pela Folha de São Paulo (“Procurador diz que acusados da Lava Jato tentam criar ‘teoria da conspiração”), é preciso esclarecer que o ex-presidente Lula não é réu em nenhuma ação relativa à chamada “Operação Lava Jato” e, portanto, não é “acusado” de nenhuma conduta ilícita.

Dessa forma, as declarações feitas ao jornal na noite de sábado pelo Procurador da República Deltan Dallagnol, ao contrário do que afirmam o título e o texto da reportagem, não podem ter qualquer relação com o ex-presidente Lula.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sempre agiu com estrita observância da lei e não teme qualquer investigação, desde que conduzida por autoridade competente nos termos das regras estabelecidas na Constituição Federal e nas leis do País.

Este foi o sentido da representação ao CNMP, parcialmente acolhida, para redistribuição de inquérito no âmbito do Ministério Público de São Paulo, e é o objetivo da ação movida no STF para dirimir o conflito de atribuições entre os MPs Federal e de São Paulo. Lula não teme investigações. Rejeita, como todo democrata, o arbítrio.

PS do Viomundo:  A matéria  Procurador diz que acusados da Lava Jato tentam criar ‘teoria da conspiração, que será publicada na edição da Folha desta segunda-feira 29, foi postada nesse domingo no UOL com o mesmo título. Ela diz:

O procurador da República Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato, rebateu as críticas do ex-presidente Lula, que, durante festa de aniversário de 36 anos  do PT no sábado (27), acusou o Ministério Público e a imprensa de trabalhar para “destruir o PT”. Dallagnol afirmou que alguns acusados, “diante da robustez das provas”, têm buscado agredir o acusador para tentar tirar a credibilidade da acusação.

Leia também:

Ouça a íntegra do discurso de Lula na festa de 26 anos do PT 

Janio de Freitas e o salvacionismo do procurador da Lava Jato 

O post Assessoria espera show da PF no Instituto Lula; troca de farpas do ex-presidente com o procurador Dallagnol; Lobão lança música e ataca Chico Buarque apareceu primeiro em Viomundo – O que você não vê na mídia.

Publicação de: Viomundo