Monthfevereiro 2016

Depois do grito de guerra de Lula contra Globo e certo MP, Dilma troca ministro; ex-presidente anuncia que não vai depor a promotor que vaza para a Veja

Paulo Henrique Amorim, sobre a queda de José Eduardo Cardozo, ministro da Justiça, transferido para a AGU, Advocacia-Geral da União

Resumo do discurso do ex-presidente Lula no aniversário do PT:

O PT são milhões de brasileiros.

??Dilma, eu estou na frente de milhares e milhares de homens e mulheres que são soldados. Guerreiros e guerreiras para defender o seu mandato até as ultimas consequências.

Não tem partido de oposição. Tem um partido chamado Globo, um chamado Veja, outro chamado outros jornais. Essa é a oposição. É bom eles saberem: se eles quiserem voltar ao Poder vão ter que aprender a ser democratas, disputar eleição e respeitar o resultado. Sacanagem não aceitamos. Golpe não vamos aceitar!

Eu ando de saco cheio com o comportamento de nossos inimigos na imprensa. Nós brigamos na Constituinte para ter um Ministério Público forte e independente e tem um Ministério Público fazendo jogo da Veja e do Globo. Não merecem o cargo de quem está no cargo para fazer Justiça.

Prometi a mim mesmo não tocar nesse assunto. Sou acusado de ter um apartamento. Um triplex Minha Casa Minha Vida; 200 metros quadrados. Quero ver como é que vai ficar essa história. Digo que não é meu, a empresa diz que não é meu, mas um cidadão que obedece à Globo e a Rede Globo diz que o triplex é meu. Quero saber quem é que vai me dar esse maldito apartamento. Como Deus escreve certo por linhas tortas, inventaram uma offshore no Panamá – offshore, não sei o que é isso, deve ser coisa para enganar pobre. 

Disseram que a empresa veio do Panamá para ser dona do meu apartamento e é dona do triplex da Globo em Parati é dona do helicóptero (da Globo). E a Globo notificou os blogueiros pra tirar o nome da Globo. Então vamos notificar a Globo para tirar o nome do PT como ela usa todo dia.??

Todo mundo aqui conhece o Jacó Bittar, meu companheiro de 40 anos, fundador do PT, da CUT e prefeito de Campinas. O Jacó Bittar inventou de comprar uma chácara para eu usar quando deixasse a Presidência. A chácara não é minha. Ela foi comprada com cheque administrativo. O Jacó deu ao filho Fernando. Eles dizem que a chácara é minha.?? Quando acabar esse processo, vão ter que me dar um apartamento e uma chácara. Todo santo dia, levantam dúvidas e mais dúvidas. O PT não nasceu pra ficar calado!

Não podemos criminalizar qualquer pessoa pela manchete da imprensa. Juízes têm medo de votar com medo da manchete do jornal. Me contaram que ouviram um ministro dizer: passou uma passeata na porta da minha casa e eu fiquei com medo. Um ministro da Suprema Corte não pode agir com medo da opinião pública. Se quer disputar a opinião pública não pode ter emprego vitalício e ficar sob a pressão da imprensa. Dispute uma eleição e seja deputado.

Eu tenho 70 anos de idade. Quando eu tive um câncer na garganta, muita gente disse: acabou: esse peão vai embora. Quero dizer ao ministro da Suprema Corte, ao juiz mais simples, da televisão maior a menor: não vão me derrotar mentindo. Vão ter que me enfrentar na rua. Eles pensam que fazendo essa perseguição vão me tirar da luta.

Quero lançar um desafio. Pensei em sair do Brasil e deixar a Dilma governar. Se for necessário, quero dizer alto e bom som: terei 72 anos com tesão de trinta para ser candidato a Presidente!

Nem a morte apaga a vida do homem de verdade. Se você tem uma causa, a causa fica pairando na cabeça de milhões de pessoas. Se ele fossem honestos eles faziam uma investigação na conta de outros partidos políticos para ver quem financia eles.

Não vão nos destruir. Nós sairemos mais fortes dessa luta. Se eu cometer um erro não vai ser a Globo que vai anunciar a vocês: vou ser eu. Vocês sabem o que ele fazem contra a gente todo santo dia. A gente vai vencê-los com a nossa verdade.

Tem uma senhora aí na plateia que diz que ainda bem que a Globo está falando mal de mim. Porque no dia em que me elogiar, ela não acredita.

Vale pro PCdoB, pro PDT, pro PSB: temos que utilizar a tribuna da Câmara e do Senado.  Não podemos levar desaforo pra casa. Se falarem merda contra a gente vamos falar duas. Esse partido não tem medo de coxinha. Se tivesse, não comia tanto frango.??Lavei minha alma. Daqui pra frente, é pão, pão, queijo, queijo.??Lulinha não vai ser mais Lulinha paz e amor!

*****

Ministério da Justiça

Quem é Wellington César Lima e Silva

Indicação de Jaques Wagner, novo ministro da Justiça atuou como procurador de Justiça da Bahia

por Tory Oliveira — publicado 29/02/2016 16h46, CartaCapital

Escolhido nesta segunda-feira 29 para ocupar o cargo de ministro da Justiça, no lugar de José Eduardo Cardozo, que deixou a pasta para assumir a Advocacia Geral da União, o baiano Wellington César Lima e Silva atuou como procurador de Justiça no Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA).

A mudança no Ministério da Justiça foi anunciada, por meio de um comunicado oficial, pela presidenta Dilma Rousseff. A saída de Cardoso provocou uma dança das cadeiras: o ex-ministro da Justiça assumirá a Advocacia-Geral da União, substituindo Luiz Inácio Adams, que, de acordo com a nota oficial, saiu do cargo por razões pessoais. Assim, Luiz Navarro de Brito ocupará o cargo de ministro-chefe da Controladoria Geral da União.

Na função desde o primeiro mandato de Dilma Rousseff, Cardozo foi o mais longevo ministro da Justiça. Sua saída é creditada a pressões do PT, que criticava a atuação da Polícia Federal em casos como a Operação Lava Jato.

O novo ministro foi indicado por Jaques Wagner, em mais uma demonstração de influência do ministro-chefe da Casa Civil no Planalto. Wellington comandou o MP-BA por dois mandatos consecutivos, em 2010 e 2014. durante o governo de Wagner na Bahia.

Mestre em Ciências Criminais e doutorando em Direito Penal e Criminologia, Wellington César Lima e Silva ingressou no Ministério Público em 1991, atuando nas comarcas de Itagimirim, Tucano e Feira de Santana.

Em 1995, foi para a capital Salvador, com cargo na Promotoria de Justiça e Assistência. Também ocupou a vaga de assessor especial do procurador-geral da Justiça em 1996, 1999 e 2000.

Em 2011, durante um evento sobre medidas socioeducativas promovido na Bahia, Wellington se manifestou contra a redução da maioridade penal, uma mudança da legislação defendida por diversos setores e classificada como um retrocesso pelo novo ministro da Justiça.

“A redução da maioridade penal é, em si, algo tão equivocado, que deveria causar constrangimento às pessoas. Ela é uma solução simplificada e insuficiente, que não pode trazer à sociedade qualquer tipo de avanço”, afirmou.

*****

29/02/2016 – 09:21:11

NOTA À IMPRENSA

Os Delegados da Polícia Federal receberam com extrema preocupação a notícia da iminente saída do Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, em razões de pressões políticas para que controle os trabalhos da Polícia Federal.

Os Delegados Federais reiteram que defenderão a independência funcional para a livre condução da investigação criminal e adotarão todas as medidas para preservar a pouca, mas importante, autonomia que a instituição Polícia Federal conquistou.

Nesse cenário de grandes incertezas, se torna urgente a inserção da autonomia funcional e financeira da PF no texto constitucional.

A Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal permanece compromissada em fortalecer a Polícia Federal como uma polícia de Estado, técnica e autônoma, livre de pressões externas ou de orientações político-partidárias.

Contamos com o apoio do povo brasileiro para defender a Polícia Federal.

*****

Captura de Tela 2016-02-29 a?s 18.35.43

Cássio Conserino, do MP de São Paulo, vaza para a Veja; Douglas Kirchner, do MP do Distrito Federal, vaza para a Época

NOTA À IMPRENSA

Lula protocola no MP documentos e explicação por escrito sobre triplex

São Paulo, 29 de fevereiro de 2016,

Os advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de sua esposa, Marisa Letícia, protocolaram junto ao Ministério Público de São Paulo, nesta segunda-feira (29), as explicações escritas a respeito da investigação sobre o apartamento triplex, no Guarujá.

Os esclarecimentos foram enviados em decorrência de novo depoimento marcado pelo promotor de justiça Cassio Conserino, para o próximo dia 3.

Segundo o documento protocolado, Lula e Marisa prestarão todos os esclarecimentos por escrito e não em audiência, uma vez que:

1) Houve infração da norma do promotor natural. O art. 103, XIII, §2º, da Lei Orgânica do Ministério Público do Estado de São Paulo prevê a necessidade de distribuição de representação criminal a um dos promotores de justiça da área.

No caso concreto não houve essa distribuição, como reconheceu o Conselho Nacional do Ministério Público em julgamento realizado no dia 23/02/2016. Os advogados do ex-presidente Lula e de D. Marisa farão o questionamento judicial sobre esse aspecto, o que é cabível segundo a própria manifestação do CNMP naquela oportunidade;

2) Houve prejulgamento ou antecipação de juízo de valor. Em entrevista à revista Veja de 22/01/2016 o promotor de Justiça Cássio Roberto Conserino afirmou, de forma incisiva e peremptória, que iria denunciar o ex-Presidente Lula e D. Marisa, embora o procedimento investigatório não estivesse concluído e não tivesse sido dada a eles a oportunidade de manifestação. A nova audiência consiste em um mero formalismo, verdadeiro contraditório burocrático;

3) Faculdade e não obrigação. O art. 7º, da Resolução CNMP nº 13/06 estabelece em seu art. 9º uma faculdade ao investigado de prestar informações e essas informações já foram prestadas pelo ex-presidente Lula e por D. Marisa de forma escrita e acompanhada de documentos ao promotor de Justiça Cassio Roberto Conserino.

O ex-presidente e sua esposa manifestaram, ainda, o desejo de prestar depoimento à “autoridade imparcial e dotada de atribuição, que respeite os princípios do promotor natural”, segundo consta no documento protocolado.

Leia também:

Delator Nilton Monteiro diz que entregou mais de R$ 3 milhões em dinheiro vivo para irmã de Aécio

O post Depois do grito de guerra de Lula contra Globo e certo MP, Dilma troca ministro; ex-presidente anuncia que não vai depor a promotor que vaza para a Veja apareceu primeiro em Viomundo – O que você não vê na mídia.

Publicação de: Viomundo

Altamiro Borges: Quando o Millenium vai se manifestar sobre Gerdau?

Captura de Tela 2016-02-29 a?s 15.04.48

Gerdau, o filho. O pai é “conselheiro” de Dilma

Gerdau vira alvo. E o Instituto Millenium?

Por Altamiro Borges, em seu blog

O Instituto Millenium, o antro neoliberal que reúne industriais, banqueiros e barões da mídia, deve estar de luto.

Na quinta-feira (25), a Operação Zelotes, que apura fraudes fiscais bilionárias no sul do país, deflagrou uma nova etapa que tem como alvo o Grupo Gerdau – o maior financiador das suas conspirações golpistas.

Se as investigações forem realmente sérias e imparciais – o que é de se duvidar em função dos descaminhos desta e de outras operações do Ministério Público e da Polícia Federal contaminadas pela obsessão antipetista –, é possível que o Instituto Millenium perca esta importante fonte de recursos e até seja acusado de utilizar dinheiro sujo da sonegação fiscal.

A Operação Zelotes foi deflagrada em março do ano passado como o objetivo apurar um dos maiores esquemas de sonegação da história do Brasil.

As investigações constataram que quadrilhas atuavam junto ao Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) para anular ou reduzir as multas de poderosos sonegadores. Entre as empresas corruptas estariam o Grupo Gerdau, a Ford e a RBS – a afiliada da TV Globo no Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Exatamente por envolver estes pesos pesados, que têm forte influência na mídia – e financiam o Instituto Millenium –, a Operação Zelotes sumiu do noticiário. Ela só voltou à tona quando distorceu seu objetivo e passou a mirar no ex-presidente Lula.

Agora, porém, ela parece – parece! – voltar à sua origem. Segundo reportagem de Rubens Valente e Gabriel Mascarenhas, na Folha, a Polícia Federal já cumpriu “vinte mandados de condução coercitiva – quando a pessoa é liberada no mesmo dia após prestar depoimento – e 18 de busca e apreensão… Três dos mandados são para funcionários do alto escalão da Gerdau, entre eles o presidente da companhia, André Gerdau… A PF constatou que, mesmo após o prosseguimento da operação, o Grupo Gerdau continuou praticando crimes junto ao Carf, entre eles de advocacia administrativa, tráfico de influência, corrupção ativa e passiva, além de associação criminosa e lavagem de dinheiro”.

Os investigadores estimam que o grupo tenha sonegado R$ 1,5 bilhão, pagando propinas a agentes do Carf.

“O valor se refere às suspeitas envolvendo dois processos. Ao todo, sete ações da Gerdau que tramitaram ou estão em curso no colegiado estão na mira da Zelotes. ‘Essa é uma continuidade do que começou em março passado. A gente precisava desse arremate para concluir a investigação do caso. Já apreendemos muitos documentos, celulares mídias’, afirmou a delegada da PF Fernanda Oliveira, sem citar os nomes dos investigados. O esquema se dava pela contratação de escritórios de advocacia e de consultoria, responsáveis por intermediar a negociação do suborno aos conselheiros”.

Diante da investida da Operação Zelotes, o presidente da corporação, André Gerdau, negou qualquer prática de corrupção de fiscais e conselheiros do Carf em depoimento à Polícia Federal em São Paulo. Seu advogado, Arnaldo Malheiros, afirmou que o empresário “esclareceu que a empresa não sonegou nada, apenas recebeu autos de infração e recorreu na forma da lei”.

E ainda posou de vítima, dizendo “achar estranha” a convocação de André Gerdau. O depoimento na PF durou cerca de 45 minutos e o empresário não respondeu às perguntas dos jornalistas ao deixar o prédio do órgão em São Paulo.

Já o Instituto Millenium, que adora se travestir de paladino da ética, não se pronunciou sobre as denúncias contra o seu principal financiador — que tem um faturamento de aproximadamente R$ 40 bilhões e é um dos maiores conglomerados siderúrgicos do mundo.

Leia também:

Fernando Henrique Cardoso agora oficialmente sob investigação

O post Altamiro Borges: Quando o Millenium vai se manifestar sobre Gerdau? apareceu primeiro em Viomundo – O que você não vê na mídia.

Publicação de: Viomundo

Rezende: A Globo não é dona do Brasil

Captura de Tela 2016-02-29 a?s 14.49.31

29 de fevereiro de 2016 – 9h10

“A Globo não é dona do Brasil”, diz Sidney Rezende

do Vermelho

O jornalista Sidney Rezende, um dos profissionais mais respeitados do país, criador do modelo de programação da rádio CBN e um dos fundadores da GloboNews, falou pela primeira vez neste final de semana sobre sua demissão do canal de notícias da Rede Globo em novembro do ano passado, sem direito a comunicado de despedida.

O portal Notícias da TV publicou neste domingo (28) que em uma premiação dos melhores do Carnaval do Rio de Janeiro, que reuniu em torno de 600 pessoas no sábado (27) à noite, Rezende fez, pela primeira em público, um duro discurso contra sua antiga emissora, onde trabalhou durante mais de 20 anos.

Disse que a Globo está “extrapolando os seus limites” e “impedindo que as expressões populares do nosso país funcionem de uma maneira mais clara”.

“A Globo não é dona do Brasil, a Globo não é dona do Carnaval, a Globo não é dona do futebol”, bradou, propondo um “questionamento de competência” da emissora.

Jornalista respeitado nos meios profissional e acadêmico, ele foi dispensado pela Globo em 13 de novembro, um dia depois de publicar em seu site, o SRZD, um texto no qual criticava a obsessão dos jornalistas por notícias ruins e pela aposta no impeachment da presidenta Dilma Rousseff como “único caminho para a redenção nacional”.

Segundo o portal, o contrato de Rezende com a Globo só venceu neste domingo (28) e por isso, o jornalista ficou em silêncio até o último sábado (27). O jornalista aproveitou a premiação do Carnaval que seu site promove para expor seu posicionamento diante da Globo.

A fala do jornalista foi uma reação a “interferência” da emissora nos horários do futebol e dos desfiles das escolas de samba. “A Globo está ultrapassando os seus limites como meio de comunicação no momento em que interfere em horários de festividades, nas partidas de futebol, nos desfiles das escolas de samba, quando adequa as festividades populares a uma grade de programação de seu interesse”, explicou ao site Notícias da TV.

Ainda segundo o Notícias da TV, o prestígio da Globo, para o jornalista, “tomou um viés que acabou sufocante para as expressões culturais”. Rezende afirma que, como detentora da transmissão, a Globo tem todo o direito de exigir um bom espetáculo.

No caso do Carnaval, pode determinar quantas câmeras e quantos microfones captarão a transmissão, mas não impor o ritmo e o tempo do desfile, como vem gestando nos bastidores. “Ela [a Globo] não pode interferir no processo de criação de maneira sufocante”, afirma.

O jornalista ressaltou em seu discurso que não tem mágoas da emissora, mas que defende uma “alternativa a este modelo único”.

Sem revelar detalhes, diz que seu novo projeto profissional será uma dessas alternativas, algo “ambicioso” que irá “ao encontro ao espírito público”. “Não estou criando nada deliberadamente contra a Globo. Não sou viúva da Globo. Estou contra o olhar único”, diz.

Demissão

Na época em que foi demitido, Rezende não concordou que teria que mentir sobre sua saída.

O diretor-geral de jornalismo da Globo, Ali Kamel, havia dito que o jornalista deveria concordar com uma nota oficial em que seria dito que ele estava saindo da emissora por motivos pessoais, para cuidar de seu site. Mas o jornalista não concordou e acabou ficando sem a despedida oficial, em que o diretor Kamel enumera as qualidades profissionais do dispensado.

Leia também:

Pimenta desafia Globo: “Antes vai ter de me processar”

O post Rezende: A Globo não é dona do Brasil apareceu primeiro em Viomundo – O que você não vê na mídia.

Publicação de: Viomundo

Pimenta desafia Globo sobre favorecimento no BNDES, “triplex de Paraty” e helicóptero: “Antes vai ter de me processar”

O post Pimenta desafia Globo sobre favorecimento no BNDES, “triplex de Paraty” e helicóptero: “Antes vai ter de me processar” apareceu primeiro em Viomundo – O que você não vê na mídia.

Publicação de: Viomundo

Fernando Siqueira explica o golpe do pré-sal

O post Fernando Siqueira explica o golpe do pré-sal apareceu primeiro em Viomundo – O que você não vê na mídia.

Publicação de: Viomundo

Gerson Carneiro: Acabou o glamour da Massa Cheirosa

previas4 (1)

O post Gerson Carneiro: Acabou o glamour da Massa Cheirosa apareceu primeiro em Viomundo – O que você não vê na mídia.

Publicação de: Viomundo

Assessoria espera show da PF no Instituto Lula; troca de farpas do ex-presidente com o procurador Dallagnol; Lobão lança música e ataca Chico Buarque

Captura de Tela 2016-02-28 a?s 22.14.41

Dallagnol falou à Folha após palestra no sábado à noite, 27 de fevereiro, na Primeira Igreja Batista de Campo Grande, zona oeste do Rio; Lobão apareceu no Facebook pedindo que internautas viralizassem sua música; assessores de Lula estão preparados para ação

Da Redação

A ofensiva contra o ex-presidente Lula atingiu um novo patamar com a expectativa de que ele e seus familiares serão alvo de uma operação da Polícia Federal nas próximas horas, conforme adiantou o Blog da Cidadania.

Lula trocou farpas com o procurador-chefe da Operação Lava Jato, Delton Dallagnol. O procurador rebateu discurso feito por Lula durante o aniversário do PT no Rio. O ex-presidente respondeu.

Dallagnol deu suas declarações depois de palestra sobre as 10 Medidas contra a corrupção, pelas quais ele faz campanha pública.

Estranhamente, a página da comunidade do Facebook criada para apoiar as medidas reproduziu um vídeo do cantor Lobão.

Nele, o compositor pede que internautas viralizem a música que ele acabou de lançar, Agora é tarde, companheiro. Na letra, Lobão diz que o Japa da PF vai algemar Lula.

No videoclipe da música, postado no You Tube, Lobão denuncia a “infantaria” do ex-presidente e inclui imagens do ator Zé de Abreu e de Chico Buarque — em fusão com a do boneco de Lula vestido de presidiário. Faz lembrar, transportados para o mundo digital, os discursos que Joseph McCarty fazia em emissoras de rádio dos Estados Unidos estimulando a caça às bruxas, nos anos 50.

A assessoria do ex-presidente reiterou o alerta que Lula fez em seu discurso no Rio, sobre a ação da PF. Integrante dela escreveu: “Estamos esperando uma operação da PF, diria um show da PF, amanhã (segunda-feira) no Instituto Lula”.

Captura de Tela 2016-02-28 a?s 22.50.00

*****

NOTA À IMPRENSA

Lula não teme investigações: rejeita o arbítrio

da Assessoria de Imprensa do Instituto Lula

São Paulo, 28 de fevereiro de 2016

Em relação à reportagem publicada em 29/02/2016 pela Folha de São Paulo (“Procurador diz que acusados da Lava Jato tentam criar ‘teoria da conspiração”), é preciso esclarecer que o ex-presidente Lula não é réu em nenhuma ação relativa à chamada “Operação Lava Jato” e, portanto, não é “acusado” de nenhuma conduta ilícita.

Dessa forma, as declarações feitas ao jornal na noite de sábado pelo Procurador da República Deltan Dallagnol, ao contrário do que afirmam o título e o texto da reportagem, não podem ter qualquer relação com o ex-presidente Lula.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sempre agiu com estrita observância da lei e não teme qualquer investigação, desde que conduzida por autoridade competente nos termos das regras estabelecidas na Constituição Federal e nas leis do País.

Este foi o sentido da representação ao CNMP, parcialmente acolhida, para redistribuição de inquérito no âmbito do Ministério Público de São Paulo, e é o objetivo da ação movida no STF para dirimir o conflito de atribuições entre os MPs Federal e de São Paulo. Lula não teme investigações. Rejeita, como todo democrata, o arbítrio.

PS do Viomundo:  A matéria  Procurador diz que acusados da Lava Jato tentam criar ‘teoria da conspiração, que será publicada na edição da Folha desta segunda-feira 29, foi postada nesse domingo no UOL com o mesmo título. Ela diz:

O procurador da República Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato, rebateu as críticas do ex-presidente Lula, que, durante festa de aniversário de 36 anos  do PT no sábado (27), acusou o Ministério Público e a imprensa de trabalhar para “destruir o PT”. Dallagnol afirmou que alguns acusados, “diante da robustez das provas”, têm buscado agredir o acusador para tentar tirar a credibilidade da acusação.

Leia também:

Ouça a íntegra do discurso de Lula na festa de 26 anos do PT 

Janio de Freitas e o salvacionismo do procurador da Lava Jato 

O post Assessoria espera show da PF no Instituto Lula; troca de farpas do ex-presidente com o procurador Dallagnol; Lobão lança música e ataca Chico Buarque apareceu primeiro em Viomundo – O que você não vê na mídia.

Publicação de: Viomundo

Lava Jato prevê “busca e apreensão” em imóveis de Lula e família

show

 

Na última sexta-feira, após dias de verificações, o Blog denunciou que na 24a fase da Operação Lava Jato, a ser desencadeada entre esta segunda (29) esta terça-feira (1), seria dada publicidade a uma medida do juiz Sergio Moro tomada no dia 23 de fevereiro.

O post informou que os sigilos bancário e fiscal de Lula, de seus famíliares e de amigos mais próximos já foi quebrado pela Lava Jato. Apesar disso, nada veio a público.

Contudo, o Blog, antes de qualquer coisa, passou a informação ao Instituto Lula, que considerou indubitável a veracidade da lista de pessoas e empresas que tiveram seu sigilo quebrado porque há informações, ali, que eram de conhecimento exclusivo da família do ex-presidente.

Os nomes do caseiro do sítio de Atibaia, de seu irmão e a informação de que foram procurados pela PF são dados que comprovam que a denúncia é verdadeira, para o ex-presidente e sua família. O staff de Lula só descobriu que o caseiro e seu irmão foram interrogados (sem mandado) pelo MP após lerem os nomes dos dois na lista divulgada pelo Blog.

Diante disso, Lula até comunicou ao público presente ao ato do PT no Rio, no sábado (27), que terá seus sigilos quebrados.

Ora, mas se os sigilos dessas pessoas foi quebrado na semana passada (dia 23) e se cópias da decisão de Moro foram enviadas para toda a dita “grande imprensa” paulista e carioca, por que nenhum desses veículos divulgou alguma coisa até agora?

Essa pergunta ficou no ar após a divulgação da denúncia nesta página. As informações passadas pela fonte que informou sobre as quebras de sigilo não deu a informação completa. Porém, após a denúncia, uma outra fonte se animou a também fazer denúncia.

Quem leu a extensa relação de nomes de empresas e pessoas físicas que tiveram seus sigilos bancário e fiscal quebrados pela Lava Jato talvez tenha até intuído a razão de ainda não ter havido divulgação dessa medida. Bem, aí vai a confirmação que o Blog obteve.

A segunda fonte a procurar o Blog com informações sobre Lula e a Lava Jato afirma que só haverá divulgação das quebras de sigilo entre esta segunda ou esta terça-feira porque essa quebra será anunciada em meio a operação da Polícia Federal de busca e apreensão nos imóveis do ex-presidente, de seus familiares e de seus amigos.

Após a divulgação dessas informações, não seria de estranhar se houvesse uma mudança de cronograma. Afinal, a divulgação dessa ofensiva contra Lula com tanta antecedência quanto este Blog usou mostra um inaceitável contubérnio entre a Lava Jato e entes privados (grupos de mídia) os quais, inclusive, têm lá seus problemas com a Justiça, como a Globo, investigada por sonegar quase um bilhão de reais (em valores atualizados).

Seja como for, não é por conta das denúncias desta página que a Lava Jato vai deixar de dar seu golpezinho político-midiático. Mesmo confirmando as denúncias desta página, quem ficou sabendo disso? Só quem se informa DE VERDADE sobre política, o que reduz muito o público que está sabendo dessa armação entre agentes da lei e grupos empresariais de mídia.

Não é pequena, pois, a possibilidade de que comecemos a semana com um showzinho da Lava Jato contra Lula.

Desse modo, creio que ele e seus famíliares poderiam amanhecer os próximos dias com um belo desjejum para receberem os coristas da Lava Jato, que os procurarão para fazer sua performance para as câmeras da Globo et caterva.

Publicação de: Blog da Cidadania

Lula, nos 36 anos do PT: “Se quiserem me derrotar, vão ter que me enfrentar na rua”;ouça a íntegra do discurso

lula 36 anos

Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula

27/02/2016 21:43

Lula: “Se quiserem me derrotar, vão ter que me enfrentar na rua”

do Instituto Lula 

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva esteve da festa de 36 anos do Partido dos Trabalhadores, no Rio de Janeiro, neste sábado (27). A festa contou com a apresentação de Diogo Nogueira e a bateria da Portela, além de homenagem especial ao ex-presidente, a quem foi dedicada a música “Ser Humano”, de Zeca Pagodinho.

Houve ainda homenagem a Carlos Manoel, ex-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do Rio de Janeiro e secretário de finanças do PT fluminense, falecido na última terça-feira (23).

Em mensagem aos militantes, Lula reafirmou que é necessário defender e ajudar o governo federal a retomar um ciclo de crescimento com inclusão social. “O problema é nosso. É meu, é seu, e todos os brasileiros. Temos de assumir essa responsabilidade. Falar o que tem de falar, porque partido não precisa concordar sempre com governo. Mas saber que estamos juntos. Por mais que haja discordância de alguma coisa, o lado da Dilma é o do povo”, ressaltou o ex-presidente, saudado com gritos de: “não vai ter golpe”.

“O povo brasileiro quer emprego, salário, inflação baixa e ter um dinheirinho pra gastar com a família. E nós estamos vivendo um momento difícil. A culpa não é do governo, é de uma conjuntura mundial”, ponderou Lula. “O povo sabe que foi o PT que levou a tantas conquistas na última década. Foi o projeto que mais investiu em educação, que mais pôs comida na mesa do povo, que fez 40 milhões ascenderem socialmente, levou energia a 12 milhões de brasileiros”, relembrou.

O ex-presidente afirmou ainda que, para sair da conjuntura de crise, “temos de olhar ainda mais para o povo pobre. O pobre não é problema. É solução. Se o mundo rico tivesse feito desde 2007 investimentos para ajudar os países pobres a se desenvolver, estariam vendendo para o continente africano, para a america latina, e a gente teria deixado de ser pobres. Mas colocaram 12 bilhões de dólares para salvar o mercado financeiro, e não adiantou”.

Campanha de difamação e 2018

Lula falou ainda sobre a campanha empreendida por parte da mídia e setores do judiciário contra o PT e a honra do próprio ex-presidente. “Não podemos criminalizar qualquer pessoa que seja por causa de manchetes. Hoje, neste país, há um partido que se chama Globo, um partido que se chama Veja. Mas se eles quiserem voltar ao poder, tem de aprender a ser democráticos e respeitar os resultados das eleições”. Lula, que relatou os ataques diários sofridos por ele desde janeiro do ano passado, garantiu que não se intimidará. “se for necessário, se vocês entenderem necessário para defender este projeto, que está sob ataque, em 2018, eu, com 72 anos, volto a disputar a eleição”.

Ouça o discurso do ex-presidente Lula:

 

********************

FOTO3

FOTO10

Tico Santa Cruz

Fotos: Ricardo Stuckert/Instituto Lula

Intelectuais e artistas defendem projeto popular e repudiam perseguição a Lula

do Instituto Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou, na noite desta sexta-feira (26), de um encontro com intelectuais, artistas e cientistas do Rio de Janeiro para debater os desafios e perspectivas do país.

Convidados pelo escritor Roberto Amaral, ex-ministro de Ciência e Tecnologia e ex-presidente do PSB, eles se posicionaram em defesa do estado democrático de direito e do projeto de crescimento com inclusão social e independência nacional aplicado desde 2003, verdadeiro alvo da onda conservadora em curso desde o fim das últimas eleições presidenciais.

“A presunção da inocência não vale mais nada. Nunca valeu para o preto e pobre, e agora não está valendo para ninguém”, ponderou Eni Moreira, advogada de diversos presos políticos durante a ditadura militar. “Então um sujeito que está mofando na cadeia, pressionado com a possibilidade de prisão de mulher e filhos, assina um contrato de toma lá, dá cá. Uma barganha, como se chama esse mecanismo nos Estados Unidos. A mídia repercute qualquer acusação e nunca mais a imagem das pessoas se recupera. É como no ditado árabe: lance as penas de um ganso ao vento, e depois tente recolhê-las. É impossível”, concluiu.

E a campanha de difamação atinge também apoiadores do projeto popular: o músico Tico Santa Cruz relatou como sofreu ameaças de morte contra seus filhos por fazer a desconstrução do discurso midiático em suas redes sociais. “É necessário fazer a autocrítica, porque se avançamos na distribuição de renda, não avançamos na comunicação”, afirmou, ao defender que as forças progressistas utilizem mais e melhor a internet para alimentar o diálogo propositivo e combater o ódio.

Pedro Celestino, presidente do Clube de Engenharia do Rio de Janeiro, afirmou que o que o que está em jogo são as próximas décadas do desenvolvimento brasileiro: “por isso também atacam o petróleo, falam em terra arrasada na economia, tentam recriar conflito com a Argentina. Hoje, como em 1964. A diferença é só que o elemento de desestabilização não é mais o exército”.

“O ódio despejado sobre nós neste momento é por conta do que aconteceu neste país”, corroborou Lula. “Uma verdadeira revolução em 12 anos. Quantas pessoas foram incluídas? Que quantidade de pessoas foi à universidade? Que quantidade de pessoas passou a comer três vezes por dia?”, completou.

A exemplo dos convidados do encontro, que se colocaram à disposição para seguir defendendo publicamente os valores sociais do projeto político representado por Lula, o ex-presidente também afirmou que pretende continuar viajando o Brasil com esse objetivo.

“E eu também vou brigar na Justiça porque alguém precisa por o dedo na ferida desse tipo de comportamento”, disse ainda, sobre sua determinação de levar às últimas instâncias o combate às mentiras contra sua honra.

“Lembro-me, nestes tempos, o que diziam do Garrincha: pra parar esse aí, só matando a tiro. E agora, o que tentam fazer é justamente um assassinato político”, comparou o cineasta Luis Carlos Barreto, relembrando que Lula é a face pública de uma bem-sucedida política voltada aos mais necessitados.

 

O post Lula, nos 36 anos do PT: “Se quiserem me derrotar, vão ter que me enfrentar na rua”;ouça a íntegra do discurso apareceu primeiro em Viomundo – O que você não vê na mídia.

Publicação de: Viomundo

Frentes de esquerda promovem dia nacional de luta em todo o País

Cunha-protesto-roberto-parizotti-CUT

TODOS/AS PARA O DIA NACIONAL DE MOBILIZAÇÃO EM 31 DE MARÇO!

da SGeral do MST, via e-mail

Convocamos o povo brasileiro a defender nossos direitos duramente conquistados em séculos de lutas, entre eles a Previdência Pública contra a proposta de uma Reforma que estabeleça idade mínima para aposentadoria e ataque direitos dos trabalhadores;

Convocamos o povo brasileiro a se somar na luta em defesa da soberania energética e das estatais ameaçadas pela privatização – como no caso da CELG – que piora e encarece os serviços. Neste mesmo sentido combateremos o PLS 555 (que impõe regras de mercado às estatais) e o PLS 131 (que revê o modelo de partilha do pré-sal);

Convocamos o povo brasileiro a lutar contra o PLC 30 da Terceirização e a defender o direito ao Emprego com trabalho digno, exigindo a mudança imediata da política econômica de juros altos e recessão aplicada pelo Governo. E a combater este Ajuste Fiscal que cobra, de quem não deve, os custos da crise do capitalismo. Que se cobre dos sonegadores os bilhões roubados dos cofres públicos e desviados de forma criminosa para paraísos fiscais! Que se taxe grandes fortunas, lucros e dividendos! Os ricos devem pagar a conta da crise. Não admitimos e continuaremos enfrentando, nas ruas, cortes nos investimentos sociais como educação, saúde, moradia e reforma agrária.

No caso da Educação enfrentamos não apenas os cortes de investimentos, mas também as sinistras políticas de privatização e militarização do ensino público. Os setores mais conservadores querem matar o pensamento crítico e fazer de nossas escolas um laboratório para o fascismo. Não passarão!

Vamos às ruas contra as intenções golpistas de quem quer impor um impeachment ilegítimo como atalho para chegar ao poder. Eduardo Cunha abriu o processo de impeachment de Dilma numa tentativa de chantagem a céu aberto. Tenta subordinar os destinos do país à salvação de seu mandato. Mesmo com as tentativas da mídia golpista de legitimar o Impeachment, não há nenhuma comprovação de crime por parte da Presidenta Dilma e o impeachment sem base jurídica, motivado pelas razões oportunistas e revanchistas de Cunha, é golpe.

Não aceitamos golpes à democracia, seja como atalho eleitoral, seja como ataques ao direito democrático de manifestação. Neste sentido, somos contra a vergonhosa Lei anti-terrorrismo, enviada ao Congresso pelo Governo Federal, que ameaça criminalizar as lutas populares.

A saída para o povo brasileiro é a ampliação de direitos, o aprofundamento da democracia com a democratização dos meios de comunicação e as reformas populares. Assim como a defesa das liberdades, enfrentando o machismo, a LGBTfobia e o racismo, que atualmente encontra sua maior expressão no genocídio da juventude negra. Conclamamos todos e todas que querem um Brasil justo e solidário, a saírem às ruas dia 31 de Março, numa Grande Marcha em Brasília e nas manifestações em várias cidades do país.

Ninguém fará pelo povo o que ao povo cabe fazer!

– CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA

– NÃO AO AJUSTE FISCAL E AOS CORTES NOS INVESTIMENTOS SOCIAIS

– EM DEFESA DO EMPREGO E DOS DIREITOS DOS TRABALHADORES

– FORA CUNHA!

– CONTRA O IMPEACHMENT

Frente Brasil Popular

Frente Povo Sem Medo

 

O post Frentes de esquerda promovem dia nacional de luta em todo o País apareceu primeiro em Viomundo – O que você não vê na mídia.

Publicação de: Viomundo

© 2017 bita brasil

Theme by Anders NorénUp ↑